quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

The compulsive designer

Eu desenho estratégias, eu desenho marcas, eu desenho logos, eu desenho impressos, eu desenho websites, eu desenho sistemas. Eu desenhei meu escritório, eu desenhei a minha casa. Eu desenhei os lugares dos outros. Eu desenho meus drinks, eu desenho a minha comida e agora eu desenho as minhas roupas.

O que eu quero?

Eu quero é desenhar o futuro. Desenhar a minha vida, meus prazeres, o tudo e todos. Tudo pra mim.

Um comentário:

Ana Pontes disse...

Seu texto é curto, e simples, eu gostei. Por que não, se tudo podemos projetar, desenhar também nosso futuro e o queremos que ele seja?! Não seria maravilhoso? Mas isso é difícil demais para a maioria de nós, é uma pena. Mas a vontade sempre ajuda a mudar, nem que seja um pouco, algo que julgamos já predestinado.
Bom, estou seguindo seu blog à algum tempo, mas nunca vi nenhuma postagem na minha tela de atualizações, bom, espero aparecer bastante por aqui. =)Bom, caso queira visitar meu recanto, deixo aqui o link. http://anapontes-pensamentosavulsos.blogspot.com/